Eu vou seguir!

Por Isaias Costa

15951893_RRlydA nossa vida é repleta de curvas, de desvios, de mudança de rotas, mudanças de pensamentos, de crenças, de perspectivas, de sonhos etc. etc.

O Raul Seixas tinha muita consciência de tudo isso e expressava divinamente bem em suas músicas.

Na ocasião da escrita deste texto, 14/08/2014, houve duas perdas de pessoas famosas de forma trágica, primeiro o grande ator americano Robin Williams na segunda-feira, dia 11/08/2014, que se suicidou, e o candidato à presidência da república Eduardo Campos, dia 13/08/2014, que morreu em um desatre aéreo.

Refletindo sobre as duas tragédias me lembrei da célebre música “Canto para minha morte”, do Raul Seixas. Que revela o quanto a morte caminha surda ao nosso lado e nunca saberemos exatemente em que esquina ela vai nos beijar.

Logicamente pensei na minha vida. Sei que posso morrer a qualquer momento, refleti que preciso viver o momento presente em plenitude, sem me preocupar demais com o dia de amanhã, afinal de contas, a vida passa tão depressa que cada minuto de angústia, de medo, de preocupação com o futuro, é um minuto a menos da existência…

Quero deixar essa linda música para ser apreciada…

Porém, lembrei de outra música menos conhecida dele e que também pode nos levar a uma ótima reflexão, a música “O Homem”, cuja letra completa está logo abaixo.

O Homem- Raul Seixas

No momento em que eu ia partir eu resolvi voltar(Vou voltar)
Sei que não chegou a hora de se ir embora é melhor ficar
(Vou ficar)
Sei que tem gente cantando, tem gente esperando a hora de chegar
(Vou chegar)
Chego com as águas turvas, eu fiz tantas curvas pra poder cantar
Esse meu canto que não presta
Que tanta gente então detesta
Mas isso é tudo que me resta
Nessa festa
Nessa festaaaa Eu
(Vou ferver)
Como um vulcão em chamas como a tua cama que me faz tremer
(Vou tremer)
Como um chão de teremotos com amor remoto que eu não sei viver
(Vou viver)
Vou poder contar meus filhos,caminhar nos trilhos isso é pra valer
Pois se uma estrela há de brilhar
Outra então tem que se apagar
Quero estar vivo para ver
O sol nascer!O sol nascer! O soooool nascer!!!!(Vou subir)
Pelo elevador dos fundos que carrega o mundo sem sequer sentir
(Vou sentir)
Que a minha dor no peito que eu escondi direito agora vai surgir
(Vou surgir)
Numa tempestade doida pra varrer as ruas em que eu vou seguir O em que eu vou seguir!!! Em que eu vou seguir!!!

Esta música fala sobre as curvas do caminho do Raul. Ele viveu no período da ditadura militar, no qual havia uma enorme repressão por parte do governo. Ele foi expulso do Brasil por causa de suas músicas e da sociedade alternativa, que era vista como uma ameaça ao bem comum e um movimento contra o governo, sendo que não era nada disso. Leia isso nas próprias palavras do Raul:

“Veio uma ordem de prisão do Exército e me detiveram no Aterro do Flamengo. Me levaram para um lugar que não sei onde era. Imagine a situação: estava nu, com uma carapuça preta. E veio de lá mil barbaridades. Tudo para eu dizer os nomes de quem fazia parte da Sociedade Alternativa, que, segundo eles, era um movimento revolucionário contra o governo. O que não era. Era uma coisa mais espiritual. Preferiria dizer que tinha pacto com o demônio a dizer que tinha parte com a revolução. Então foi isso, me escoltaram até o aeroporto.”

Raul Seixas sobre o exílio ocorrido em 1974

Ele lançou esta música em 1976 no álbum “Eu nasci há 10 mil anos atrás” e suas músicas são repletas de ensinamentos místicos e espirituais.

Posso estar enganado, mas o que o Raul diz em “resolvi voltar”, é a volta para o Brasil, o seu lugar. Ele amava a cultura americana, mas lá não era seu lugar, talvez fosse uma “mosca na sopa” nos EUA bem mais que no Brasil.

Sei que não chegou a hora de se ir embora é melhor ficar
(Vou ficar)
Sei que tem gente cantando, tem gente esperando a hora de chegar
(Vou chegar)
Chego com as águas turvas, eu fiz tantas curvas pra poder cantar

Essas curvas para poder cantar são as inúmeras formas que ele utilizou para suas músicas não serem barradas pela censura. Sua incrível genialidade o ajudou a compor músicas nas quais os generais não entendiam o real intuito. Desta forma ele registrou suas ideias, que ficarão para sempre, ideias revolucionárias…

Estou falando tudo isso para que você entenda que a vida é repleta de curvas, de obstáculos, de situações que nos fazem sofrer, mas se estivermos atentos, principalmente ao que o nosso coração diz, e vivendo o agora. Podemos voltar, como diz o Raul, e darmos o melhor de nós mesmos em tudo, vivermos de maneira mais plena.

Vivendo o agora, em plenitude, é possível encontrar um sentido mais profundo para a vida e, desta forma, evitar pensamentos suicidas ou comportamentos deletérios, como aconteceu com o Robin Williams. Um homem muito sensível que sofria inúmeras dores não curadas no passado.

Vivendo o agora, em plenitude, podemos nos abrir ao inesperado da morte repentina, como aconteceu com o Eduardo Campos. No dia anterior ele foi entrevistado pela Rede Globo no Jornal Nacional, sem saber que no dia seguinte não almoçaria. Já pensou nisso? A vida tem dessas coisas…

Com essas duas músicas do Raul é possível refletir sobre uma infinidade de coisas, mas não quero me estender tanto.

Que vivamos o hoje em plenitude, trabalhemos fazendo aquilo que amamos e nos dá sentido à existência, como fazia o Raul ao cantar e compor suas lindas canções. Abramos espaço em nossos corações para o inesperado, pois ele está aqui com a gente o tempo todo, e que assim, sejamos felizes nessa vida tão passageira…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios
Eu vou seguir!

2 comentários sobre “Eu vou seguir!

    1. Obrigado Weslley. Realmente, até agora não escrevi nada sobre essa música. Ela é riquíssima de ensinamentos. Já li algumas coisas sobre ela, mas não lembro as fontes.
      Vou dar uma estudada e claro, ouvir muitas vezes, para quem sabe me inspirar e escrever algo sobre sua letra!
      Grande abraço meu amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s