A Pedra do Gênesis está bem aqui e agora

Por Isaias Costa

Neste texto, farei uma breve reflexão sobre uma das músicas mais geniais do Raul Seixas. A sua mensagem é transformadora na nossa vida se bem acolhida no coração. Trata-se da música “A Pedra do Gênesis”, do álbum lançado em 1988 que recebe o mesmo título. A letra completa com o vídeo estão logo abaixo:

“No fundo do oceano existe um baú
Que guarda o segredo almejado desde a aurora dos tempos
Por gênios, sábios, alquimistas e conquistadores
Eu conheci esse baú num estranho ritual reservado a poucos
Hoje eu posso enfim revelar que essa busca de séculos foi em vão”

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar

É a escada do seu velho sonho
Que vai dar sempre onde começou
É a chave do maior poder
Que não vale um chiclete
Que alguém mascou, mascou

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar

É a Pedra de cada dia
Que está no chão de qualquer lugar
Aonde o mendigo pisa
E o santo cospe quando passa nessa pedra

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar

É Deus traçando linhas tortas
É mais um que nasce e começa a morrer
Jogando jogo da velha, o jogo da guerra
Sem poder vencer, sem vencer

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar, a Pedra do Gênesis

***********

A principal mensagem que esta música quer transmitir está logo nas primeiras frases. Vamos lá!

Ele fala de uma maneira meio enigmática justamente para esta música ficar com um tom mais místico e instigante. Se você vir a capa deste álbum, vai perceber que o Raul nesse tempo parece que estava numa “vibe” mais mística, com óculos escuros, o cabelo lambido, uma capa preta com o símbolo da Sociedade Alternativa e um livro sagrado nas mãos. Veja só a foto da capa como é legal!

Raul

Inclusive tem outras músicas deste mesmo álbum com um ar mais triste e misterioso, como a “Cavalos calados”, “Check-up” e “Areia da ampulheta. Parece que a partir desse tempo o Raul já pressentia que sua morte estava de fato se aproximando.

O mais interessante nessas frases iniciais é quando ele fala desta busca de séculos. O Raul tinha um imenso nível de consciência e ele sabia que todos nós estamos neste planeta num processo evolutivo constante, por vidas e vidas.

Esses séculos são as suas vidas passadas até a atual encarnação como Raul Seixas, em suas vidas passadas ele buscou o segredo da vida e ainda não tinha descoberto e foi em vão tanta procura.

A partir daí vem a maravilha que é o refrão. A mensagem do refrão é simplesmente a maneira que eu tenho procurado viver minha vida há muitos anos. O AQUI e AGORA. Para o Raul e para os grandes seres iluminados que já habitaram e ainda habitam o planeta Terra, todos nos dizem que esse é o caminho perfeito, viver o aqui e agora em toda a sua plenitude.

A Pedra do Gênesis se chama AQUI e AGORA, e quando você de fato entende e acima de tudo, vivencia isso, você se torna um ser ILUMINADO.

Quem consegue viver o momento presente em plenitude? Não é fácil, a maior parte das pessoas se projeta no futuro miragem ou se prende ao passado que não passa de memória.

O Raul compreendeu que a vida só acontece no aqui e agora e assim se tornou um sábio, um mito e seu nome será lembrado pelas próximas gerações. Estou aqui com esse propósito de deixar seu nome gravado na História. Um gênio como nunca se viu na música brasileira.

Você pode tocar nesta pedra quer dizer isso: todos nós podemos viver o hoje, não é algo para seres especiais, é algo simples, todos nós podemos tocá-la…

Na estrofe seguinte ela diz o quanto essa verdade é simples, não vale um chiclete que alguém mascou e toda busca vai dar sempre no mesmo final, a simplicidade do momento presente.

A estrofe seguinte tem um detalhe magnífico que vale a pena ser destacado, ele diz que o mendigo pisa e o santo cospe nessa pedra. Aqui, ele está falando sobre os EXTREMOS. O mendigo representa as pessoas que não cresceram em sabedoria e conhecimento, e devido à ignorância não entendem a sabedoria de viver o hoje. O mendigo é o extremo pelo lado da ignorância. Já o santo representa aquela pessoa que por arrogância e prepotência acha que já descobriu o segredo da vida, mas que na realidade não passa de uma escrava da própria vaidade espiritual. Esse é o extremo pelo lado da vaidade. Os dois caminhos nos afastam da Pedra do Gênesis…

A última estrofe pode ter diversas interpretações, mas a que gosto mais tem a ver com um conceito bem difundido pelo Budismo chamado “Samsara”. Esse termo se refere ao processo de reercarnação dos seres humanos em busca da luz, ou seja, as muitas vidas até alcançar a iluminação. O “Samsara” é chamado de “Jogo da velha” pelo Raul. Ou seja, alguém nasce e começa a morrer representa esse processo evolutivo das nossas almas que reencarnam sucessivas vezes até alcançar o nirvana, a iluminação, ou o “Samadhi”, como dizem os budistas.

Bem interessante a letra dessa música não acha? Eu levei muitos anos para conseguir compreendê-la um pouquinho mais! Ahh! Ela tem mensagens que eu não disse e que inclusive ainda não consegui compreender devido à minha limitadíssima compreensão, mas acho que com esse texto deu para clarear um pouco!

Se você quiser dar a sua opinião ou falar algo que você imagina que possa ser uma interpretação de parte dessa música, fique à vontade para comentar…

Nunca esqueçamos…

“A Pedra do Gênesis está bem aqui e agora…”

Anúncios
A Pedra do Gênesis está bem aqui e agora

2 comentários sobre “A Pedra do Gênesis está bem aqui e agora

  1. Ângela Diehl disse:

    Muito legal mesmo, o Raul era um sábio.
    Eu também entendi que, ” no fundo do oceano existe um baú almejado…….” que ele quis dizer que dentro de nós é que estão todas as riquezas, que todos procuram fora. O verdadeiro tesouro está bem dentro de nós, nas águas profundas do nosso oceano interior, tudo está dentro de nós, não fora. As maiores riquezas, a sabedoria, o amor , a felicidade, estão bem aqui dentro de nós, aqui e agora. A chave do maior poder é o auto conhecimento e a conscientização dessa verdade, e está disponível aqui e agora.

    1. Com certeza Ângela! Essa sua interpretação é muito coerente. Tudo começa em nós e cresce de dentro pra fora. Eu acho interessante que o Raul fala dessas sabedorias tão simples de uma maneira cativante e mística. De um jeito que a gente escuta 1 milhão de vezes e não enjoa. Por essas e outras que eu sou fã de carteirinha dele. Grande Raul…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s