O visionário Raul Seixas

Por Isaias Costa

650x375_raul-seixas_1534176

Estava lendo a tese de doutorado intitulada “Vivendo a sociedade alternativa: Raul Seixas no panorama da contracultura jovem”, de Luiz Alberto de Lima Boscato e um trecho em especial me levou a refletir sobre o lado visionário do grande Raul Seixas.

Era o trecho de uma entrevista de Joseph Campbell com Bill Moyers que foi transcrita para a obra “O poder do mito”. Nele, o Campbell diz o seguinte:

“Visionários ou heróis são pessoas que se afastaram da sociedade que poderia protegê-los e ingressaram na floresta densa, no mundo do fogo e da experiência original. A experiência original é aquela que ainda não foi interpretada para você; assim, você tem que construir sua vida por você mesmo. Você pode encará-lo, ou não, e não precisa afastar se demais do caminho conhecido para se ver em situações muito difíceis. A coragem de enfrentar julgamentos e trazer todo um novo conjunto de possibilidades para o campo da experiência interpretável, para serem experimentadas por outras pessoas é essa a façanha do herói.”

Somente nesse trecho eu identifiquei várias passagens que podem ser levadas diretamente ao Raul. A impressão que dá é que o Campbell conheceu o Raul! hehe

Primeiro o afastamento da sociedade e o ingresso na floresta densa. O Raul não queria saber da sociedade na qual estava inserido, por isso fundou a “Sociedade Alternativa”. E a floresta é bem colocada na música “Messias Indeciso”. Veja só!

“Fugiu pra floresta sozinho, pra Deus perguntar pra onde ia…”.

Interpretação desta música [aqui]

Logo em seguida ele fala do mundo do fogo e da experiência original. O próprio Raul falou em uma das suas mais lindas canções, a “Nuit”.

“Amo a guerra, adoro o fogo, elemento natural do jogo senhores…”.

Ele explica: “A experiência original é aquela que ainda não foi interpretada para você; assim, você tem que construir sua vida por você mesmo.”

Perceba a semelhança entre essa frase e essa do Raul!

“Não sei onde eu tô indo, mas sei que eu tô no meu caminho. Enquanto você me critica, eu tô no meu caminho…”.

Essa frase está na música “No fundo do quintal da escola”, e escrevi um texto só para falar sobre ela. Se você ainda não leu, o link está logo abaixo.

Enquanto você me critica

A próxima frase diz: “E não precisa afastar se demais do caminho conhecido para se ver em situações muito difíceis…”.

Essa frase é a música “Ouro de tolo” sendo dita em outras palavras.

“Eu devia agradecer ao Senhor por ter tido sucesso na vida como artista, eu devia estar feliz porque consegui comprar um Corcel 73. (….)

Ah! Eu devia estar sorrindo e orgulhoso por ter finalmente vencido na vida, mas eu acho isso uma grande piada e um tanto quanto perigosa…”

O sucesso do Raul só o fez sofrer mais e mais do que as outras pessoas! Ele não precisou se afastar demais do caminho, o caminho que ele seguiu já foi tortuoso o bastante!

Por fim, o Campbell diz: A coragem de enfrentar julgamentos e trazer todo um novo conjunto de possibilidades para o campo da experiência interpretável, para serem experimentadas por outras pessoas é essa a façanha do herói.”

Essa frase lembra uma famosa frase do Raul na qual ele disse o seguinte: “Ninguém tem o direito de me julgar a não ser eu mesmo. Eu me pertenço e de mim faço o que bem entender”.

raul_seixas_ninguem_tem_o_direit_wide_l

O que essa atitude senão coragem? O Raul era extremamente corajoso e autêntico, por essas e outras que eu o admiro tanto.

Quanto mais leio sobre ele e sua obra, mais me encanto, e o objetivo desse texto é levar um pouco disso para você.

Quem lê sobre Filosofia, Sociologia, História, Antropologia e afins, sabe que o Joseph Campbell é aclamado nesses campos.

Nesse texto deu pra perceber que o Campbell, mesmo inconscientemente, era sim um Raulsseixista. Quem sabe ele até não escutava suas músicas não é? Afinal, ele morreu em 1987, por um tempo ele foi contemporâneo do Raul!

Da mesma forma, não posso afirmar, mas sendo o Raul um leitor voraz, não duvido que o Campbell tenha feito parte das suas leituras…

Enfim! O Raul era e sempre será um visionário, porque ele enxergou mais longe do que quase todos da sua época, deixou um legado imenso e ideias que estão muito longe de serem totalmente exploradas e estudadas.

Esse texto dá apenas algumas pinceladas nas ideias dele e do grande Campbell, mas há muito mais a ser explorado… Aguarde, que aqui no blog vão vir outras reflexões como essa! Viva Raul!…

 

 

 

Anúncios
O visionário Raul Seixas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s