Tente outra vez

Por Isaias Costa

bicicleta

Esses dias estava lendo textos no facebook e acabei me deparando com uma crônica lindíssima da querida escritora gaúcha Martha Medeiros. Na mesma hora que li a primeira pessoa que me veio em mente é claro que foi ele: Raul Seixas! Eu não duvido nada que ela tenha ouvido essa música no dia que escreveu essa crônica! hehehe

Farei uma breve reflexão a partir de um trecho dessa crônica linkando com a linda música do Raulzito.

**************

Ainda dá tempo pra tudo. 

Pode o céu estar fechado neste instante, mas uma hora abre, não falha. Pouco importa sua idade: você está vivo. Então ainda dá tempo para você reatar, dá tempo para você terminar uma relação ruim e começar outra, dá tempo de pedir perdão ou de colocar uma pedra sobre o assunto que incomoda, dá tempo de ter um relacionamento mais leve e prazeroso, e indo além das questões amorosas: dá tempo de conhecer a Ásia, de escrever suas memórias, de mergulhar no mar à noite, de aprender a cozinhar, de falar italiano, de fazer diferença, de começar uma coleção. Se me permite uma sugestão: colecione inúmeras ”primeiras vezes”. Todas as primeiras vezes que você tem evitado porque não simpatiza com mudanças.

Aqui entra a segunda parte da frase: basta a gente querer.

É a parte mais difícil: querer. Porque querer dá trabalho. Querer convoca à ação. Te arranca debaixo das cobertas. Querer pressupõe suor, planejamento, esforço, risco. O querer te cobra, te aponta o dedo, e aí, criatura? Quis tanto e não batalhou? Querer te chama para o combate. E lá vai você.

Queira. Não se contente com o que já tem. Ou com o que nunca teve. Queira mais, queira melhor, queira o impossível, queira sem garantia de ser bem sucedido, simplesmente queira tanto, mas tanto, a ponto de emitir sinais – alguém há de captá-los.
Recado para os cansados: ainda dá tempo. Para os desiludidos: ainda dá tempo. Para os frustrados: ainda dá tempo. Para os desistentes: tente um pouco mais. Você respira? Então ainda dá.

Martha Medeiros

*******************

O que achei mais interessante nessa crônica é quando ela fala: “É a parte mais difícil: querer. Porque querer dá trabalho. Querer convoca à ação. Te arranca debaixo das cobertas”. O Raul Seixas era exatamente assim e fala de forma bem parecida na célebre música “Tente outra vez”.

******

“Queira
Basta ser sincero e desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo, vai
Tente outra vez”

******

Por incrível que pareça, praticamente todos nós sabemos cantar essa música do Raul de cor e salteado, mas pouquíssimas são as pessoas que atinam para o fato de que ao falar em sacudir o mundo, ele não está falando do planeta Terra, nada disso! Ele está falando sobre o SEU MUNDO. E quando digo SEU estou me referindo a cada pessoa que ouve a sua música!

Essa música tem um poder avassalador e até já comentei em um texto antigo do blog “Para além do agora” [link aqui], que o Raul colocou a sua alma nela. Essa música arrepia qualquer pessoa que tenha uma sensibilidade mais aguçada…

O que impede a maioria das pessoas de tentar outra vez é somente o MEDO. O medo é a maior de todas as nossas travas. Com ele à espreita não é possível ir muito longe para sacudir o mundo.

Nessa hora eu lhe questiono! Você tem sacudido o seu mundo? Ou tem apenas vivido uma vida insossa? Uma vida meia boca ou ainda uma vida pequena, como tanto nos fala o mestre Mario Sergio Cortella parafraseando Benjamin Disraeli: “A vida é muito curta para ser pequena”.

Outro ponto muito interessante dessa crônica da Martha é que o querer quando vem com força e vontade muda literalmente a nossa VIBRAÇÃO e passamos a atrair para nossa vida aquilo que tanto ansiamos. Essa é famosa LEI DA ATRAÇÃO que tanta gente distorceu nos últimos anos.

O Raul Seixas era um cara extremamente ambicioso e desde criança dizia que deixaria sua marca, que sairia desse mundo deixando algo pra sempre. E veja o que aconteceu? O cara se tornou um verdadeiro mito e os seus fãs tem até mesmo transformado o dia 21 de agosto (dia do seu falecimento) praticamente num feriado obrigatório! kkkkkk

Faça como ele! Sonhe alto! Seja ousado! Pule o muro com o Zezinho no fundo do quintal da escola! Saia do convencional, do formatado, da corrida dos ratos.

Isso só pode ser possível ousando. Tentando outra vez e com muita vontade! Já que é de batalhas que se vive a vida. Tente outra vez…

 

 

 

Anúncios
Tente outra vez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s