Bela poesia em homenagem a Raul Seixas

Hoje, 28/06, é o aniversário do grande Raulzito e para homenageá-lo, compartilho uma belíssima poesia de autoria do Valter Rodrigues Cavalcante.

Um grande viva a esse baiano tão genial, que me inspira a ser alguém melhor e a lutar pelos meus sonhos. Parabéns Raulzito! Você é o cara!

Raul-Seixas-136

Raul de fim meio e começo.
Seu nome é Luar ao avesso;

Cantou Bolero, Samba, Forró e Rock.
Onde Freud explica as coisas e o diabo fica dando toc;

Falou de tudo até mesmo de Nostradamus.
E ainda nasceu a dez mil anos;

Fez música com melodia e verso.
E cantou Carpinteiro do universo;

Cantou para sua morte, e falou das casas da banha.
E também sua cobra comeu uma aranha;

Falou do acém comprado no fim do mês.
E ainda ganhou o sapato trinta e seis;

Em uma gravadora comendo peixinho frito.
E viva a sociedade alternativa, esse era o seu grito;

Ave Maria da rua é uma oração com certeza.
Mas, sua melhor oração, é Maluco Beleza;

Cantou os números, mas não cantou o número três.
Mas deixou uma mensagem “tente outra vez”;

Na paranoia fala do medo.
Mas sempre acompanhou seu amigo Pedro.

Valter Rodrigues Cavalcante

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios
Bela poesia em homenagem a Raul Seixas